Masonry Gallery Categories
O que não deve fazer no e-commerce

20 jan O que não deve fazer no e-commerce

Quando se inicia um planejamento para criar e abrir uma loja virtual, muitos empreendedores procuram informações do que é preciso fazer para que tudo dê certo. No entanto, poucos se atentam  às falhas que podem acontecer durante o processo. Alguns erros, que muitas vezes podem ser  pequenos detalhes, podem até mesmo anular qualquer possibilidade de sucesso de um e-commerce.

É claro que um bom planejamento minimiza a possibilidade do surgimento dos deslizes. Entretanto,  existem ações que são perfeitas no papel, mas na “hora H”não funcionam como foram pensadas. Então o que não fazer:

7 ações que não devem ser feito no Ecommerce

1. Não utilize combinações de cores muito claras ou excessivamente escuras, como o branco e o tom pastel e o preto e vermelho, pois são muito cansativas. Atualmente, o modelo de layout mais “clean” está sendo bastante usado. Mas, não confunda o clean com cores claras. Essa nomeação se refere aos elementos do layout como um todo, assim a página precisa apresentar espaços vazios, ou seja, usa-se poucas imagens, textos e gráficos.

2. Cuidado com a navegabilidade. O site deve ser objetivo e de navegação intuitiva. Não se exceda na criatividade, pois neste quesito o convencional facilitará a permanência do visitante no site e a encontrabilidade do que ele deseja.

3. Os selos e certificados de segurança são muito importantes para a credibilidade da loja online. A cada ano mais pessoas que nunca fizeram uma compra na web passam a utilizar a rede para adquirir produtos e serviços. E a forte concorrência torna os selos e os certificados um possível fator de decisão para o clique no “finalizar compra”. Não se esqueça deles!

4. Não dificulte nas formas de pagamento. Ofereça diversas opções de cartão de crédito (para clientes que não tem conta nos intermediadores e não tem interesse em utilizá-los para pagamento), boleto (existem pessoas que não possuem cartão de crédito, ou podem estar sem limite, ou ainda não gostar de inserir seus dados de cartão de crédito) e intermediadores, como o Pay Pal e o Pag Seguro (para clientes que já possuem suas contas e/ou se sentem mais seguros com o pagamento realizado para essas empresas). Não tinha pensado nisso? Pois este é um ponto essencial para a conclusão das transações.

5. Não deixe o cliente sem informações do seu pedido. Envie um e-mail com os dados do pedido e detalhes da compra, depois outro e-mail com a confirmação de pagamento, envio de nota fiscal eletrônica e confirmação de envio do produto. Evite que o cliente tenha que entrar em contato com a loja para receber informações básicas sobre a sua compra.

6. Não use imagens amadoras para a apresentação dos produtos. Elas podem não convencer o consumidor sobre a boa qualidade do seu produto, além de reduzir a credibilidade do e-commerce.

7. Não deixe de investir em ações de marketing. No comércio online, não terão pessoas caminhando na calçada e que de repente olharão para sua vitrine e entrarão na loja para conhecer e comprar. É preciso divulgar a marca e o produto para que as pessoas cheguem até a loja e lembrem da mesma para realizar suas compras. Dificilmente, o primeiro encontro do cliente com a loja online será de maneira espontânea.

Aproveite essas dicas e acrescente essas observações no seu planejamento. Para mais informações sobre o funcionamento de lojas virtuais entre em contato com a tolv12. Não permita que alguns escorregões impeçam o sucesso do seu negócio online.

Posts relacionados: