Masonry Gallery Categories
evitar e-mail marketing spam

29 jan E-mail marketing spam: entenda porque não se deve fazer

Em muitas das nossas reuniões com clientes, uma pergunta sempre surge: “Por que não posso comprar listas de mailing?”, ou seja, por que não devo fazer spam?. Essa dúvida não é só privilégio dos nossos clientes, mas de muitos que já trabalham ou estão pensando em trabalhar com e-mail marketing. Para facilitar a explicação do conceito queremos fazer uma analogia ao uso do cigarro.

Se fumar fosse realmente ruim, porque haveria tantos fumantes no mundo? É evidente que o uso do tabaco causa algum tipo de prazer, de boa sensação. Porém, com a grande quantidade de campanhas de conscientização que são feitas, é lógico que os fumantes têm noção do risco que eles correm ao consumir este produto. Portanto, o fumante assume o risco das doenças em troca de um prazer momentâneo.

Da mesma maneira, é o spam: não seria uma prática comum se não trouxesse algum retorno. Inclusive, ao comprar um mailing, a loja poderá dizer: “Que ótima estratégia”, “Fazer spam é uma ótima, até vendi para contatos da minha lista”. Hoje! Contudo, futuramente, esse hábito poderá trazer muitos problemas para loja. Muitos deles, irreversíveis. Apontamos alguns:

  1. Cria antipatia das pessoas. Muitos dos destinatários passarão a classificar o remetente como spam para o seu servidor de e-mail por estarem recebendo mensagens não solicitadas.
  2. Com o endereço de e-mail denunciado como spam, o remetente poderá ter a sua conta de e-mail banida do seu servidor. Além disso, existe a possibilidade do site também ser excluído.
  3. Denegrir o nome e a imagem da empresa, pode ser a principal desvantagem quando se faz spam. Como as pessoas irão confiar em uma empresa que invadiu a privacidade delas?
  4. Aumento da taxa de rejeição também poderá ocorrer, já que a maioria dos contatos que acessam o site originados de e-mail spam não navegam muito.

No fim, todos esses e muitos outros problemas envolverão uma mesma questão: rentabilidade, ou seja, a conversão de vendas. Antipatia dos possíveis clientes, endereço de e-mail ou até mesmo o site excluído, falta de credibilidade na empresa e/ou na marca, e aumento da taxa de rejeição, podem ser o início da falência do negócio. Como as doenças causadas pelo cigarro, esses são problemas graves e, muitos irreversíveis.

Para evitar a prática de spam, e fazer uso correto do e-mail marketing, existem muitas técnicas e práticas interessantes, que geram ótimos resultados. O importante é se ter clareza de que e-mail marketing é uma prática de relacionamento, e não de prospecção.

Experimente nossa ferramenta de email marketing: www.tolvshot.com

*Siga as determinações do código de autorregulamentação para prática de e-mail marketing, criado pelas associações e entidades relacionadas à gestão de internet, publicidade e marketing digital para definir as boas práticas no segmento.

Posts relacionados: